25 de out de 2009

Curtindo o Jogo - Manual do Sexo



Um jantar apetitivo, porem leve; um pouco de vinho (indicado pelo Sommelier Secreto) e a donzela fica soltinha pronta para um momento mais intimo.

Entre beijos, caricias e pegação eis que a beldade traz para o “jogo” um companheiro inesperado: um vibrador.

E é nesse momento que a maioria dos homens trava e com o balde d’água fria [com algumas pedrinhas de gelo] sendo inerente acaba saindo da jogada pela apresentação dessa nova brincadeira. Mas quem disse que o jogo tem que acabar por aí?

Convenhamos que os homens vejam isso como uma forte ofensa a sua masculinidade, virilidade ou até mesmo desempenho sexual. E não existe cristal no mundo mais frágil que o ego de um homem, principalmente quando o assunto é sexo.

Nós [em nossa maioria] somos seres de uma bipolaridade sentimental impressionante, mesmo que nem sempre demonstremos isso. Podemos demonstrar que somos seguros quanto aos nossos dramas e variantes, mas a verdade é que nos escondemos sob uma mascara de força que faremos de tudo para preservar e a entrada do brinquedinho na jogada vai ser identificada por nossos olhos como uma forma velada da nossa companheira de dizer que está insatisfeita com o nosso desempenho. O que nem sempre é uma afirmação verdadeira.

O que vou dizer poderá soar como algo extremamente machista, mas quero que entendam que não é o caso.

Meninos, não se desesperem, pois o brinquedo não pode substituir vocês e com certeza não vai tomar lugar de vocês. E se vocês tiverem cabeça para aceitar a brincadeira, o clima pode esquentar de tal forma que no fim das contas vocês é que saíram chamuscados. E isso já foi comprovado por vários especialistas no assunto.

Então como proceder quando o acessório entrar em cena é o fator determinante para uma noite repleta de suspiros e gemidos de prazer.

Então vamos para algumas dicas para fazer a sua parceira suspirar de prazer; obviamente que apenas para aqueles homens que se satisfazem em dar prazer para a sua companheira, não é?

O “primeiro passo” para acertar nessa hora é começar com o acessório em velocidade baixa acariciando o corpo dela, de preferência em áreas como seios, entrada da vagina, clitóris e nádegas [por favor, pessoal, nádegas não é o anus da menina, ok?]. Depois, ao penetrá-la aumente a velocidade um pouco e faça movimentos curtos de vai-e-vem.

Você, como um homem, não deve possuir a habilidade necessária para saber utilizar o acessório com a praticidade suficiente. Isso é normal. Se você tiver a habilidade, sua parceira é uma mulher de sorte; caso você seja como os 99% [isso não é um dado oficial, apenas uma brincadeira minha] dos homens da sociedade e não saiba mexer no brinquedo, tem uma forma fácil de você aprender a dar prazer para a sua parceira: peça a ela para te dar uma aula pratica sobre o mesmo. Alem de aproveitar a sessão, você ainda aprende como dar prazer a ela. Se algum dia você estiver indisposto, peça reforço na aula. [risos]

Verdade seja dita: todo [ou quase todo] homem deseja ou desejou em algum momento vivenciar uma das cenas notórias de filmes pornôs, o sexo anal. Todos gostariam de ver a companheira gemer e alucinar de prazer ao ser penetrada no sexo anal. Mas a verdade é que nem toda mulher gosta de fazer e as que gostam não saem por aí divulgando isso e muito menos fazendo de forma desregrada. Como diria os meus queridinhos do mundo safado (como por exemplo, a B., a L., a Atrê, dentre outros) “sexo anal é como ganhar na Mega-Sena e não como ganhar um Vale-Brinde no Submarino”. Mas é a situação mais ansiada pelos homens, mas a maioria dos homens não faz idéia de como “chegar”. Mas com um pouco de jeito e com uma ajudinha, a coisa pode ficar mais interessante.

Com um modelo menor você pode facilitar o trajeto; começando com caricias (sem penetração) vai observando a reação da parceira e vai despertando o prazer. Depois de um tempo, tente a penetração. Dessa forma quando chegar a sua vez, ela estará mais soltinha.

Porem, como eu sempre digo, a mulher que está ao seu lado não é um pedaço de carne, sendo assim respeite-a em tudo, ok?

21 de out de 2009

Devaneios


Caminho por uma estrada deserta, mas ao contrario do que poderia parecer não me encontro sozinho. Nunca estamos sozinhos.

A vida cisma em nos pregar peças; das mais diversas. Às vezes nos encontramos sozinhos mesmo em meio à multidão, onde uma lagrima poderia percorrer toda a extensão do nosso rosto borrando, manchando, destruindo nossa maquiagem, apenas para dizer o quão ignóbil a vida pode ser.

Em outros momentos estamos sorrindo em meio a um enterro apenas porque não sabemos o que fazer em meio à tamanha dor. E os olhos nos percorrem como se a morte amarelasse os nossos dentes e nublasse nosso discernimento. Fazendo que cruzemos o limiar entre os homens e os animais.

Mas nada disso faz realmente sentido, pois nada tem um sentido mais ambíguo do que a própria vida.

Um copo de água; de vinho; de vodka, tudo isso parece um sonho e me lembra do mel que eu busquei nos seus lábios; no seu corpo; na sua alma.
Andamos em círculos, sempre voltando até a estaca zero ou o principio do completo desconhecimento do nada que habita a nossa mente. Alguns chamam isso de loucura, outros de sabedoria enquanto eu apenas deixo que o mundo em sua visão nublada e deturpada das coisas molde o destino dos homens através de seus dedos tortuosos e nodosos.

Tudo se torce e contorce e se molda a nossa vontade. A minha vontade.

Texto próprio

18 de out de 2009

Um Café e Um Manual Sobre a Cama

Bom dia pessoal. Quero antes de mais nada dizer que se acaso notarem que estou falando coisas um tanto desconexas é porque eu passei a noite inteira na esbornia e que até agora, às 10:15h, eu não preguei os olhos.
Sendo assim postar algo nessas condiçoes é quase que um ato de fé!

Mas sem mais delongas vamos direto ao assunto.

Há quem diga que eu "endeusei a vagina" (por mais escroto que eu achei esses termos) e que sempre que tenho que falar algo referente a sexo fico do lado das mulheres contra os homens. Não é verdade.
Mas a verdade é que eu acho ridiculo o culto ao pênis; o que tornou-se o deus de varios homens, no momento em que após o "ato principal" do aumento de intimidade (em outras palavras sexo), ele levanta e vai beber água/tomar banho/wathever e deixa a parceira.

Eu juro que gostaria de saber o que elas pensam nesse momento. [risos]

Qualquer homem que tenha um pouco de consciencia e visão com certeza vai compreender que a beleza de um relacionamento está em ceder de si para a outra. E isso não é apenas fora de quatro paredes.

Em meio a um bate-papo munido a café extra-forte chegamos a essa conclusão, um amigo e eu.
Não é vergonha alguma dedicar-se a dar prazer a outrem, sem esperar algo como premio.

Então rapazes dar prazer é a nova camisa T-shirt e está na moda! Não para seguir modinha; não para dizer que elas são o sexo frágil (e sim o sexo booom!), mas para garantir/permitir que (se acaso) ao termino voce possa ser mais do que um cara a qual ela teve um caso e sim, o cara que ela vai sempre se lembrar com um carinho todo especial.

Pense nisso.

13 de out de 2009

O Sexo e o Adolescente


Boa tarde meus caros amigos nerd/geek/afins.
Depois de um tempo sumido acá estou para explicar a voces o motivo pelo qual andei sumido.

Bloqueio mental.
Esse foi o motivo pelo qual esse blog deu uma estagnada.

Mas voltando a normalidade vamos falar sobre um assunto muito querido e de aceitação popular: sexo.

Estava conversando com uns amigos esse final de semana e um deles acabou por me dizer a opinião dele sobre o sexo na sociedade atual.
Vemos que existe um receio pelos grandes lideres (seja religioso, politico ou social) de que o sexo sofra uma banalização.

Um adendo a eles: se ele seguir esse caminho, a banalização é certa.
Algumas pessoas falam que a culpa é da midia e não discordo completamente. A midia descobriu uma verdadeira mina de ouro ao usar a sexualidade para vender produtos.

Acredito que a falta de informação seja a culpada.
Sei que muitos vão dizer que estou errado, mas acredito que a falta de orientação por parte dos pais (que consideram o assunto um enorme tabu a ser quebrado) faz com que os jovens busquem em locais diversos a resposta à suas duvidas. O que culmina no ingresso precoce de crianças no mundo do "sexualmente ativo".
Em decorrencia disso, existe uma larga disseminação de DST's em jovens.

Percebem a incrivel malha que isso gera?
E o Governo preocupado com os jovens, quando deveria estar também preocupado com os adolescentes/pré-adolescentes.
Muitas meninas de seus 12~13 anos já tiveram sua primeira relação sexual e muitas já estão carregando no colo seus filhos.

Esse alerta é feito a todas as areas de atuação.
Acho que o Governo poderia investir em aulas de educação sexual, o que auxiliaria as nossas crianças a formarem uma ideia propria sobre o sexo.

Com isso, pode acreditar, teríamos uma nova geração de jovens e posteriormente, adultos, com uma mente voltada para a conscientização.

O que você faria para mudar a situação atual dos nossos jovens? Pense nisso.

9 de out de 2009

Lista de Sites: Papo de Homem


Eu, como um curioso sem vergonha incurável, vira-e-mexe acabo aportando em um ou outro site interessante.
O site da vez é o Papo de Homem, uma revista eletronica que tem mais a oferecer do que eu posso enumarar.

Eles tratam de sexualidade, comportamente, gastronomia e outros assuntos diferentes e muito interessantes.

Vale muito a pena voce dar uma passada por lá.
E não só pelo conteudo inteligente, mas pelo cunho engraçado dos escritores de lá. Até porque eles sempre colocam uma pitada (caprichada) de bom humor em todas as postagens.

Visite-os, você não vai se arrepender.

5 de out de 2009

Momentos Unicos

Foto: Dr. Rom e Bie (noiva)

Você entra no onibus, todas as cadeiras está ocupadas menos aquela ao lado de uma beldade.
O cara se senta e seu rosto começa a esquentar de incomodo por estar ali. E eis que o mais absurdo (ao seu ver) acontece: ela começa a puxar assunto.

Ou voce vê uma pessoa e é amor à primeira vista.

Parece coisa de filme, mas isso pode acontecer com uma frequencia maior do que voce possa imaginar.

E fica a pergunta martelando na sua cabeça: O que eu faço?

Os homens ficam paralisados como se estivessem com um abismo a sua frente e um estouro de elefantes vindo em sua direção. Nós nunca esperamos que uma coisa dessas possa acontecer.

Uma dica de quando isso rolar: mantenha a calma e seja voce mesmo.
Não tente impressionar a beldade com uma coisa que não é voce. Até porque se fizer isso vai começar a viver uma mentira se acaso isso der para frente.

E uma segunda dica: nunca deixe para fazer amanha o que pode fazer agora. Ainda mais que algumas oportunidades podem nunca mais se repetir.

Diga o que sente; perca as estribeiras; viva intensamente; pule; grite; aproveite cada momento e não tenha medo de pagar mico. A vida é para ser dessa forma.

É clichê? Com toda a certeza que é, mas a vida é assim mesmo.
Curta a vida. Carpe Diem