29 de mai de 2009

Quarta-feira a noite = Tédio

Quarta-feira à noite, futebol na Rede Globo, sozinho no quarto, um laptop e uma televisão.

Nossa, noite animada, certo? Algumas pessoas vêem novelas, outras vêem futebol e outras (na falta do que fazer) vêem um pornozinho básico para não deixar a noite passar em branco.

Confesso, um pornô com mais palavras do que “Olá, você pediu uma pizza? Não? Então posso entrar e amaciar as suas carnes?” pode ser interessante às vezes, mas não faz muito o meu gênero de programa para quarta-feira à noite.

Daí o que fazemos para nos livrar do tédio?

Como um bom homem, começo a passar canal por canal, não permitindo que a imagem se forme por completo ou que alguém no mesmo fale uma frase por completo. Um exercício para a mente desgastada por um dia de intensos pensamentos e estudos [malditas provas].

Aí percorrendo canais na ponta dos dedos decidi que ia ver clipes. Qual o melhor canal para clipes que eu tenho acesso? MULTISHOW.

Coloco no canal e eis que começa um programa muito bom: SEX AND THE CITY.

Muito bom! Muito bom mesmo. Ainda mais que mostra como as mulheres são poderosas. Por que onde mais eu poderia ver 4 mulheres envolvendo-se com homens a torto e a direita fazendo a coisa mais deliciosa do mundo: sexo, sexo, sexo [e quando estão entediadas] um pouco mais de sexo para não perder o habito [e não estou falando da roupa de freira].

Bebidas, sexo e night, ao ver uma coisa dessa a única coisa que me passa pela mente é: quero uma vida dessa. E vou ter e vou ter um dia.

Muito melhor do que ficar as noites de quarta-feira, na frente da televisão, sem fazer nada. Até porque ficar vendo pornô, futebol ou novela é um pedido para eu cortar a minha jugular e me afogar no meu próprio sangue.

28 de mai de 2009

EM OBRAS


Pois bem, sei que tinha dito que não daria nova pausa nas publicações do Aleatoriamente, Rom mas por motivos de força maior [leia-se: problemas pessoais, faculdade, problemas pessoais, provas, problemas pessoais e etc], vou ter que dar um stand bye nas publicações que mantinham uma certa frequencia.
Ao que tudo indica, a partir da semana que vem, volto a normalidade, mas caso não seja possivel, em breve [muito breve] terei um post fresquinho [ui!] pronto para ser lançado aqui.
Queiram me desculpar, mas há momentos em que a vida pessoal acaba detonando a nossa vida profissional e as nossas diversões.

Mas enquanto isso, passem ao lado e vejam os links que estão em destaque mais abaixo no site, existem alguns ali, extremamente interessantes.

Façam bom proveito e até breve.

Rom.

21 de mai de 2009

Dica para as mulheres sobre o universo masculino - Manual do Sexo

Se você perguntar na rua se as pessoas se orgulham de serem brasileiras, a maioria vai dizer que o Brasil precisa de muita coisa para que o povo se orgulhe do seu país.

Bem e se eu disser que pelo menos no quesito sexo podemos nos orgulhar (ou nem tanto)? Pois é, de acordo com uma pesquisa realizada pela Durex, multinacional de preservativos, foi comprovado que 80% dos brasileiros são felizes na cama.

A pesquisa mostrou que 85% de nós transamos pelo menos uma vez por semana, desse quantitativo ½ está aberto a experiências afrodisíacas e 77% fazem sexo oral.

A “explicação” é que os aspectos como o clima quente, a facilidade de contato físico e à exposição do corpo, favorecem a fama de fazer e gostar de sexo.

Mas eu sempre falo bastante do que os HOMENS podem fazer e na maioria das vezes é sobre o universo masculino que gira o que eu escrevo. Hoje estou pensando em modificar um pouco sobre isso.

Então aqui vai uma dica para a mulherada.

Como os homens pensam e como agradar o seu sem deixar nítido isso?

Isso vai soar mais como um o que não deve fazer do que qualquer outra coisa. Mas acho que pode ser útil.

1- Não me toques;

Acho que não existe nada pior para um homem do que uma mulher cheia de não me toques. Tudo bem que timidez pode ser um excelente afrodisíaco, mas há de se convir, se for muito exagerado o efeito alcançado vai ser uma brochada imensa.

2- Visual trash/exagerado;

“Vou de saia curta ou de blusa decotada?”; “Devo ser recatada ou despojada?”. Eis algumas perguntas que amigas minhas relataram que passa pela sua mente antes de um encontro. Poucas delas afirmam que não exageraram um pouco (leia-se muito) na produção. Um detalhe as mulheres: para os homens, quanto mais natural melhor. Ao invés de adotar aquele visual carregado, acerte usando uma maquiagem leve, mas com presença e impressione o rapaz.

3- O passado fica no passado;

Já dizia o velho ditado popular: quem vive de passado é museu. Sendo assim, em hipótese alguma, fale sobre o ex com o atual. Sempre, independente do que aconteça, vai parecer uma comparação e ninguém gosta de ser comparado com algo que já passou.

4- Luz, câmera, ação;

A menos que você seja diretor de cinema e o rapaz seja um ator, esqueça o script repassado horas a fio antes de ir para a cama. Ser metódica é diferente de ser paranóica; e nas duas hipóteses há uma possibilidade de você terminar a noite sozinha. Deixe a coisa fluir, dentro dos limites de cada um.

5- Modernidade não é vulgaridade;

Ter a mente aberta referente a sexo é bom. Na verdade muito bom. Mas isso pode ser também uma faca de dois gumes. Mostrar ao novo namorado que você conhece bem as posições do Kama Sutra pode ser considerado vulgar da sua parte. Tenha cuidado, pois nem todos os homens têm a mente tão aberta quando a sua.

6- Poderosa, mas com sabedoria;

É verdade que você deve se valorizar e que uma mulher assim sabe como deixar um homem caidinho. Mas tenha cuidado, ser poderosa e achar que isso basta para uma transa perfeita é um erro grosseiro. Não basta ser gostosa, tem que ser simpática, agradável e gostar do contato físico como tal.

7- Pileque, o brochante natural;

Pode parecer que peguei pesado, mas a verdade é que se não sabe beber, não passe do copo inicial, pois se acontecer de beber muito, vai acabar parecendo que precisa de um artifício para se soltar e isso vai acabar esfriando o rapaz. Sendo assim, beba apenas um copo e corra para o abraço.

8- Morreu ou dormiu?

É natural que no primeiro encontro algumas mulheres por conta da insegurança, tendem a se soltar menos. Mas aqui vai uma dica importante: os homens gostam de mulheres que interajam com eles na cama. Alguns homens reclamam falando que algumas mulheres são como bonecas infláveis na cama. Isso é para acabar com qualquer relacionamento. Se você o chama de parceiro, aja como parceira dele.

9- Santa? Que seja canonizada então.

A menos que seja uma freira, não há motivos para fingir ser santas. Algumas mulheres expressam no olhar o quanto estão longe disso. Verdade seja dita, os homens não querem santas na cama, quer mulheres que os façam ter prazer e orgasmos. Mentir sobre a sua sexualidade é simplesmente não aceitar o que realmente é. As coisas simples da vida são isso: simples. Para quê complicar?

 

Dez coisas que homens adoram  que as mulheres façam

- feminina acima de tudo

- sexo oral com vontade e suavidade

- atitude e iniciativa

- ouvir e falar sacanagem

- elogia o desempenho e pede repeteco

- libera geral

- uma produção provocante sem exagero

- bom humor

- carinhosa antes e depois. Durante pode ser animal, a gente adora

- dane-se o mundo

17 de mai de 2009

Como Terminar Um Relacionamento?

Pois bem, a situação é normal; o relacionamento estava com uma vibração estranha e então o pensamento inevitável passa pela sua mente: não está dando certo e deve ser melhor romper logo.

Isso acontece tanto para homens quanto para mulheres e a freqüência disso é maior que as pessoas costumam acreditar.

E a pergunta é: como terminar esse relacionamento?

Não sou nenhum Guru do Amor ou Hitch, mas algumas situações na minha vida me permitem falar um pouco sobre o assunto.

Não existe uma formula para isso, mas existe um manual de boas maneiras para não atolar o pé na lama e ser tachado de cafajeste. E são algumas dicas sobre isso que eu vou transcrever abaixo, até porque quanto mais tempo você dispuser em um relacionamento ‘perneta’, mas tempo estará perdendo e poderá estar deixando a oportunidade de ser realmente feliz.

O que não deve fazer:

1- Desculpa fajuta e/ou esfarrapadas

Nada é pior para ambos do que uma desculpa fajuta. Inventar situações para deixar de vê-la é agir como um canalha. A honestidade pode ser cruel, mas depois vai doer menos do que ter inventado algo de mau gosto. Quem fala a verdade não merece castigo.

2- Bancando o cafajeste

Deixar vestígios e/ou provocar briguinhas de forma idiota não é digno e sendo assim não tem valor real. A menos que você queira realmente sair como o filho da puta da historia, ignore essa dica; caso contrário seja verdadeiro.

3- A ultima vez

Por mais que esteja acabado, sempre sentimos saudades das pessoas que já passaram pela nossa vida, nem que seja pela amizade cultivada durante o relacionamento. E é nesse momento que acontece a maior pisada de bola: a ultima vez. E se é para terminar que seja em um local idôneo e não na cama, carro, banheira ou em um quarto de motel.

Nós homens conseguimos diferenciar o nosso pênis do nosso sentimento; mas as mulheres tendem a romantizar. Então uma ultima transa não é visto como uma despedida, até porque se o sexo está bom, há uma possibilidade de imaginar que o relacionamento também esteja. Sendo assim, nada de uma ultima vez; é maldade demais para um coração e não vale à pena machucar tanto assim.

4- Fugindo da raia

Se for para acabar com o relacionamento que seja direto, melhor do que ficar fazendo rodeios, como se atolar de trabalho, desaparecer no vento ou pedir um tempo. No primeiro caso, hoje em dia não é apenas o homem que tem afazeres e se ela for altamente compromissada com o trabalho, talvez nem note que você está fugindo dela se entupindo de trabalho.

Desaparecer no vento pode fazer com que ela entender o que está acontecendo, mas estará agindo como um moleque. Será que vale a pena?

Pedir um tempo é uma forma de dizer que acabou o relacionamento, sendo assim, por que não ser honesto e falar logo de uma vez?

5- Invertendo o jogo e/ou sendo dramático

Alguns homens (na verdade a maioria deles) têm a idéia de que se assumir a culpa da situação, vai ser melhor. LEDO ENGANO. O famoso “não é você, sou eu!” é a coisa mais idiota a ser feita, porque você vai dizer “n” coisas que para ela é mais do que o suficiente para continuarem juntos. Se for para fazer isso é mais fácil dizer logo para ela que você é um filho da p..

Mas pior do que isso, só a inversão do jogo. Dizer a ela que a mesma é a culpada de tudo, que ela não compreende você, que não te aceita. Não é justo fazer ela se sentir culpada pelo relacionamento não ter dado certo. Num relacionamento, a culpa é 50% para cada lado. Pense nisso.

Amenizando a dor, como fazer:

1- A verdade é o caminho

Frases como “não dá mais”, “o amor acabou” ou “não dá mais certo”, pode parecer cruel a primeira vista, mas é mais sincero do que qualquer desculpa fajuta. Seja sucinto e direto, pois assim vai machucar menos. Não precisa agir como um troglodita, até porque você não foi forçado a nada e se divertiram juntos. Seja amável, carinhoso e respeitador, até porque construíram uma historia.

2- Terminem com olhos nos olhos

MSN, Orkut, e-mail, SMS, telefone. Ferramentas de interatividade entre as pessoas e ferramentas mais do que necessárias hoje em dia. Mas não é por isso que você vai usar para terminar o relacionamento. Se ela mora em outro cidade, município, estado, região, país ou em outro continente, independente disso, seja pelo menos honrado e termine olhando dentro dos olhos. Não é porque o sentimento morreu que tenha que morrer o respeito.

3- O momento certo

Está se aproximando uma comemoração importante, seja aniversario, data comercial ou algum outro evento importante, em suma, um péssimo momento para terminar. Ano-Novo; Natal; aniversario de namoro; Dia dos Namorados ou aniversario de uma das partes, são datas em que existe uma maior aproximação e isso pode ser um problema. Mas deixar para depois pode ser mais desonesto ainda. Seja esperto e fique de olho no calendário.

16 de mai de 2009

Luz, Camera e Foto - Manual do Sexo

Decidi fazer um manual do sexo, por assim dizer. Hoje falo um pouco de umas das minhas fascinações: filmar e fotografar. Mas falo aqui de uma forma mais solta. Espero que aproveitem.

Alguma das vontades que mais temos é de sermos como aqueles fotógrafos de famosos; na maioria das vezes, os homens desejam serem como os fotógrafos de revistas como Playboy, dentre tantas outras revistas, podendo ser eletrônica ou comum.

Todo homem fica extasiado quando vê uma mulher despida de suas roupas e pudores. E convenhamos, não existe criação divina mais bela que a mulher. E poder tê-la na sua frente, completamente nua disposta a posar para sua câmera é um desejo de muitos e benção para poucos.

Mas tirando a foto profissional, ter a sua garota permitindo que você a fotografe é uma questão de confiança e cumplicidade e tão frágil como um cristal.

Hoje em dia vemos com grande freqüência vídeos e fotos sensuais indo parar na internet. Para evitar isso pode ser interessante, até mesmo para construir essa confiança, as fotos ou o memory card com ela; até porque ela não vai gostar de estar mexendo na internet e descobrir fotos suas circulando a mesma.

Mas para a coisa começar a esquentar entre os dois é bom tomar cuidado com alguns pontos.

1- Seja paciente

As mulheres têm sempre algo em seus corpos que não estão de acordo com a sua vontade, por conta disso deixe que ela se arrume de forma a valorizar o que ela mais gosta e minimizar o que ela não suporta. Porem mesmo assim deixe claro a ela que você a admira por um todo. Isso pode garantir “bons frutos” como uma preliminar.

2- Decoração e momento

Um strip-tease é muito legal, mas tudo tem o seu tempo. Pedir logo de cara para a sua parceira fazer um strip-tease é mais ou menos como jogar uma balde de água fria no tesão e na libido dela. Preparando o ambiente e deixando ela a vontade, você tem mais a lucras, até porque com o tempo ela vai se soltar. Pegue leve.

3- Vídeo e fotos

Se a coisa vai ficar apenas na fotografia você tem a vantagem de que com uma câmera digital, fica mais fácil apagar as mesmas. Mas se estiver com idéia de fazer um vídeo, de preferência conecte-a a TV para que a sua parceira possa ver, ajudando a deixar de lado o constrangimento e o medo.

4- Script

Deixar a situação fluir, às vezes, é melhor do que tentar montar um cenário com personagens. A maioria das mulheres fica inibida com a situação, a menos que seja dela a idéia. Deixa a situação fluir.

5- New Tape

Se conseguir deixar no ar aquele gostinho de quero mais, pode ser uma boa tática para uma nova sessão de fotos/vídeo, mas não se esqueça de elogiá-la e agradecer pelo prazer proporcionado. Pode parecer bobeira, mas isso pode ser o estopim para um segundo tempo.

13 de mai de 2009

Colegiais e Parafilias



Uma senhora passa na rua, homens olham e admiram; alguma novidade nisso? Nenhuma, né?

Uma jovem em seus 25 anos passa pela rua, homens olham e detêm-se ao olhar para ela; continua na mesma, certo?

Uma garota, em seus 17~18 anos, passa pela rua, vestida de colegial, homens param, olham, babam, desejam e se excitam com a imagem e com a sua imaginação despertando.

O descrito acima é uma das coisas mais comuns para a maioria dos homens. São os sonhos de consumo referentes a mulheres com roupas de colegial.

Esse desejo chega ao ponto de ser quase que uma parafilia ou fetiche. Noventa entre noventa e um homens têm ou tiveram em algum momento da sua vida, um desejo ardente por uma/mais meninas vestidas de colegial.

Tanto que não faltam materiais, sejam filmes, desenhos, livros, revistas, todas de cunho erótico com o tema em questão.

Em uma conversa com um dos amigos da faculdade (ele sem saber que eu escrever sobre isso), abordei sobre o referido fetiche e ele me disse a seguinte coisa: Acho que a tara por colegiais não é necessariamente por conta da roupa em si, mas pela imagem de pureza que ela transmite; sendo assim podemos dizer que a maioria dos homens tem um “p” de pedófilo, mesmo sem ser. (risos)

Um caso a ser abordado é o do livro Lolita, onde é narrado a historia de um homem que não resiste aos encantos infantis de uma menina e por conta disso comete vários atos passiveis de punição. Tanto que o livro é iniciado com o homem perante um julgamento.

Sendo assim acho que visão que os homens têm (e não posso me excluir desse grupo) é realmente por um pensamento em que ele vai ser o guia sexual daquela pequena rosa, por assim dizer.

Não estou sendo a favor da pedofilia, longe de mim dizer tal coisa. Mas se perguntar a qualquer homem, provavelmente haverá unanimidade quanto à preferência da fantasia sexual de cada um.

O mito da colegial é apenas isso: um MITO. Eu já tive a oportunidade de me relacionar com uma colegial e passado a situação do tesão louco por uma mulher trajando aquele tipo de roupa, foi como uma transa normal. Sem coisas assombrosas, sem peripécias loucas.

Não estou negando que a visão de uma mulher vestida de colegial, deixe de despertar o tesão, mas é apenas isso, não sendo o todo e apenas uma ínfima parte. A menos que você queira transar com uma roupa, ignore-a. Mas é inevitável que em algum dado momento o seu namorado/noivo/marido, venha pedir a você, mulher, que se vista de colegial. E isso não quer dizer, necessariamente, que o cara tem pretensões de te trair com alguma colegial-lolita.

Em contrapartida acho que de todas as perversões existentes na mente de um homem a que mais me agrada é a tara por professoras. O inverso completo da tara descrita em todo o texto; morre a menina ingênua que precisa de um mestre e entra a deusa que vai te ensinar.

É errado? É obvio que não. Cada um tem o seu gosto, seu desejo secreto, sua tara, sua parafilia. É isso que nos define como pessoas.

Viva a sua sexualidade, sem receios, mas antes de se aventurar a cortejar (nossa, me senti o meu avô) a colegial, lembre-se: PEDOFILIA É CRIME!

Sendo assim, nada de ficar rondando algum Instituto de Educação. Proponha a sua companheira uma brincadeira e seja feliz.

10 de mai de 2009

Feliz Dia das Mães..


.. porque acima de tudo ela é mulher.

Pois é, Dia das Mães. Como se pudéssemos traduzir todo o sentimento em um único dia. Pouco provável, ainda mais que tente perguntar a uma mãe o porquê de amar seu filho incondicionalmente. Provavelmente não vai ter uma resposta para isso.

Mas é assim mesmo, a mulher passa 9 meses com um bebê no ventre, carregando para cima e para baixo, sentindo enjôo, dores, mal-estar e querem que ela descreva/traduza em algumas palavras porquê tem um vinculo grande com o filho? Besteira das grandes.

Mas independente da coisa linda que é a maternidade (e da revolta de algumas mulheres pelo homem não engravidar), a coisa é muito mais profunda do que isso.

A mulher a qual chamamos de mãe é muito mais que isso. Alem de mãe, ela é conselheira, amiga, amante, enfermeira, tudo e mais um pouco.

Os filhos têm a concepção de que a mulher a qual chamamos de mãe (também sou filho!) é uma mulher que parou no tempo da sua sexualidade. Ledo engano.

Sabe aquelas coisas que nós jovens adoramos fazer? Aquele “sarro a varejo” (como a minha mãe costuma dizer!)? Nossas mães fazem isso também ou você pensa que o único que gosta de sexo? Bobeira sua pensar assim.

Isso apenas mostra que ela continua tendo seus desejos e libido apesar de ter concebido o seu filho. Ou vocês pensam que vieram da cegonha, botão de flor ou alguma outra crendice?

Nada disso, você foi concebido depois de uma noite/tarde/manha ou uma sessão muito louca (ou quem sabe até um tanto baunilha) de sexo, onde sua mãe provavelmente deixou toda a preocupação de lado e simplesmente entregou-se de corpo e alma para o seu pai, arfando e gemendo como na juventude.

Provavelmente foi uma sensação indescritível, até porque a mulher (e toda a mãe) tem um sexto sentido e dizem que quando ela concebe, sabe quando aconteceu e o tesão e o prazer é maior do que nunca.

Quem sabe?

Mas assim eu deixo o meu Feliz Dia Das Mães para todas as mães (as que são e as que ainda serão), nesse dia e nos outros, porque sois mãe hoje e sempre.

 

9 de mai de 2009

Nerds vs. Atletas = Sexo vs. Esportes.


Vamos ao primeiro post da nova fase do “Aleatoriamente, Rom”. E nada melhor para começar do que sobre um assunto que me “jogaram nos peitos” outro dia.

A cultura pop mostrou-se completamente dominada por um grupo de pessoas que há tempos têm sido excluídas e discriminadas; seja em colégios/escolas ou em círculos sociais mais despojados; os NERDS.

Inicialmente vamos colocar em negrito que ser nerd, não é ser lerdo. Muitíssimo pelo contrario; os nerds são a casta mais aprimorada a tornarem-se chefes, gerentes, empresários, ricos. Mas devido à alcunha de que todo nerd não tem vida social, fica preso a um computador, usa óculos, é magricelo e tem a cara cheia de espinha, as pessoas acham que eles não conseguiriam nem mesmo se relacionar com outras pessoas.

Como exemplo de nerds famosos, podemos citar: Bill Gates (dono da Microsoft); Larry Page e Sergey Brin (criadores da Google); George Lucas (criador da saga Star Wars); Johnny Depp; Tim Burton, dentre muitos outros.

E aí vemos a contra parte dos nerds: os ATLETAS. Sinceramente, nada contra eles. Gostam de ficar dentro de academias, malhando? Beleza! Eu também gosto, até porque não é porque sou nerd/geek* (sim, tem diferença!) que eu tenho que ser esquelético ou completamente obeso. Mas passar o dia inteiro dentro de uma academia com uma penca de homens suados e analisando os inchaços diretos que a malhação causa, não é o topo da minha lista de preferências.

Mas o que isso tudo tem haver com o titulo?

Relato de uma amiga minha dizia que ela tinha terminado o namoro com o cara mais desejado no bairro, porque alem de não ter conteúdo, o cara era ruim de cama. Passado algumas semanas ela começou a se envolver com um rapaz que o seu ex tachava de nerd, mas por mais que não esquentasse com a situação, achava que era apenas carência afetiva dela.

Foi quando ao completarem 3 semanas juntos, o rapaz fez uma proposta para levá-la a um motel da cidade.

Essa amiga minha me contou que o jovem nerd era na verdade um completo devasso na cama e que fez a menina perder a compostura, do tipo de pedir para bater na cara e tudo.

Por que disso?

Eu tenho uma idéia do por quê. A maioria dos nerds passa tanto tempo estudando que compreendem melhor os sinais enviados pelas mulheres e se isso já não bastasse, sejamos honestos, o cara era tachado por toda a gama de conhecidos dele, de virgem, nerd, CDF, quatro olhos e as garotas que eles se apaixonam acabam por esnobá-lo por conta do que são realmente, ficando com o cara descolado.

Mas o que muita gente não sabe é que o nerd é tão ou mais capaz de satisfazer uma mulher na cama do que o atleta.

O atleta faz uso de anabolizantes, bombas, vitaminas e outros produtos para alcançar o corpo perfeito. E isso pode acabar com uma ereção, dependendo da quantidade usada. E como algumas mulheres falaram, os atletas estão mais interessados na “partida de amanha”, “no jogo que vai passar na TV” ou “meu bíceps direito é maior do que o esquerdo?”.

O nerd não vê necessidade disso, porque daqui a um tempo tudo será resolvido. E o que os nerds fazem enquanto não estão se deliciando ao tocar a pele aveludada de uma bela mulher? Provavelmente conhecendo seu próprio corpo, masturbando-se e se preparando para não fazer feio. Até porque alguns nerds pensam da seguinte forma: “não sei quando será a próxima vez, então não vamos fazer feio, nem desperdiçar a oportunidade”.

Não tenho nada contra atletas. Na verdade até respeito eles, mas que culpa tenho se elas falam isso deles.

As mulheres que se relacionaram com nerds comentam que não compreendem como debaixo daquela casca de timidez pode existir um louco ninfomaníaco. Mas poucas são as que reclamam realmente, porque dizem que ao contrario dos atletas, os nerds estão mais interessados no ato e como fazer de forma agradável a ambos, do que se o Adriano vai ser ou não contratado pelo Flamengo.

Sendo assim, os nerd estão mais cotados para serem presidentes e aquele cara que vai ajudar sua ex “virar os olhos” de forma que você, atleta, nunca conseguiu.

E você? É Nerd/Geek ou Atleta?


Diferença entre Nerds e Geeks:

Nerd: pode-se dizer que os que se auto-intitulam assim fazem parte do estereótipo clássico do nerd.

Geek: é basicamente a mesma coisa que o anterior, sendo que esses costumeiramente vão a boates, raves, luaus, bem como a academias e outras coisas.

 

7 de mai de 2009

Se é sexo que eles querem, é isso que vou dar.

É, é isso mesmo que você está lendo e é isso mesmo que estou falando.

Mudança de ares um tanto brusca, né? Mas a verdade é que isso tem um motivo muito engraçado de ser.

Estava observando o Google Analytics e várias marcas que o mesmo me proporciona verificar e controlar. Com isso eu me deparei com uma informação muito engraçada que vou dividir com vocês.

No Google Analytics existe uma tag que me permite ver a forma como as pessoas chegam ao meu blog, qual o buscador, qual o site de origem e a tag que foi jogada no buscador que direcionou para o mesmo.

Mediante a isso comecei a repensar algumas coisas do blog. Não, não vou me desfazer dele, ainda mais agora que eu criei novamente o habito de escrever.

Eu estava analisando e percebi que a maioria das tags que direcionam as pessoas para o meu blog é referente a sexo, sendo que se qualquer pessoa acessar o histórico do blog vai observar que dentre as 87 postagens desde que o “Aleatoriamente, Rom” é o “Aleatoriamente, Rom”, pouquíssimas vezes eu falei sobre sexo e com certeza foi sucesso de acessos, culminando em, basicamente, 30 pageviews em um único dia contra os 10 pageviews diários habituais.

Pois bem, então agora vou começar a fazer uma coisa que há muito estava temeroso: vou começar a falar sobre sexo.

Temeroso? Por que temeroso? Porque nunca foi de meu interesse absoluto arrecadar visitas overall e sim que as pessoas se interessassem pelo blog.

É mais ou menos como aquilo de “quero estar bem trajado para ser notado, mas não vestido de palhaço”, entendem?

Por isso, a partir de amanha, matarei a curiosidade de algumas pessoas que me conhecem e sempre quiseram ver a minha pessoa escrevendo sobre SEXO.

Por favor, retirem as crianças do recinto quando forem ler. Não quero ser taxado de tarado, por mais vá parecer isso; pode acreditar!

6 de mai de 2009

Drogas e Politica: Uma Combinação Perfeita


Uma nova onda surge. E não estou falando de drogas, bebidas ou vícios.

Uma doença nova está no mercado, por assim dizer. A Influenza A (H1N1). Conhecida vulgarmente por Gripe Suína, apesar dos órgãos responsáveis terem dito que não se trata de uma gripe proveniente do porco. Verificou-se que trata de uma mutação da gripe comum.

Varias coisas são ditas, mas pouca providencia é tomada. O alerta da OMS é 5 e isso é bastante alarmante. Mas o que realmente está acontecendo? Ninguém sabe dizer.

E com isso a população fica cada vez mais assustada.

Mas a verdade é que isso nada mais é do que uma forma de manter a população sobre o domínio das grandes empresas farmacêuticas.

Acha que eu estou sendo sensacionalista demais? Pode ser verdade. Porem o que acontece realmente é que as Grandes Empresas de Remédios/Drogas não querem perder seu poderio alcançado.

Uma prerrogativa disso é o fato de uma noticia que chegou aos meus ouvidos esses dias.

Uma nova droga, dita “experimental”, contra o vírus HIV; está em testes e verificou-se que esse tem uma incidência maior de resultados do que o Coquetel distribuído hoje. Você sabia disso? Provavelmente, não.

Sabia que esse novo medicamento gera um resultado melhor que o conhecido atualmente? Também não? Pois é, coisas como essas não são divulgadas as massas.

Mas a pergunta que fica é: por que isso não é divulgado?

O novo produto tem um resultado melhor, elimina a serie de remédios contidos no Coquetel, tem maior aceitação pelo organismo humano (eliminando os casos raros de incompatibilidade orgânica) e tem um custo menor.

Ah, chegamos ao ponto crucial da questão.

O Governo sabe de todas essas melhorias. TODAS. O Governo paga as empresas produtoras do coquetel e depois repassa para a população.

Mas com esse novo medicamento, poderiam ser minimizados os custos astronômicos e ainda melhorar a condição dos usuários. E mesmo assim o remédio não é aprovado. Por quê?

A resposta é simples: os donos das empresas possuem em suas folhas de pagamento os responsáveis por grande parte dos votos, sejam a favor ou contra, no Senado.

E como “nossos” políticos são ardilosos, gananciosos e corruptos, não é valido para eles aprovar o medicamento, ainda mais que eles vão perder essa “boca”? Pouquissimo provável.

É por isso que eu considero o nosso governo (sem mencionar nomes, é claro) uma corja nojenta e hipócrita, que ocupam a sua vaga no Senado, na Câmara ou no Planalto, como uma forma de angariar mundos e fundos para a sua aposentadoria.

Dizer que se estivesse lá faria diferente é utopia, porque a maioria das pessoas tem uma idéia e quando se juntam ao meio perdem aquela consciência puritanista e altruísta e começam a agir como a grande maioria.

É crueldade da minha parte? Pode até ser, mas mostre-me a mudança e eu mudo o texto, ok?

Nas favelas, no Senado, sujeira para todo lado [..] mas o sangue anda solto, manchando os papeis, documentos fieis ao descanso do patrão [..]

Que País É Esse – Legião Urbana

5 de mai de 2009

“Quem inventou o amor?”


Umas das musicas mais bonitas que eu já ouvi da Legião Urbana (e olha que eu tenho todos os CDs) é também a com o questionamento mais fundamentado que eu tenho noticia.

Independente da crença, religião, teor ideológico esse é um questionamento que não temos uma explicação lógica.

Não temos como explicar algo que é maior e mais implícito que qualquer outra coisa. Não existe um único ser na Terra (ou fora dela) que possa dar uma explicação plausível para isso. Como explicar um sentimento que te eleva e ao mesmo tempo em que domina?

Filósofos, músicos, poeta, cientistas. Homens sábios, homens tolos. Entendidos ou despreocupados. Todos estão sujeitos a serem arrebatados por tal sentimento.

Um sentimento que faz com que vejamos sempre o azul do céu, mesmo no dia mais cinzento; sentimento que compele as pessoas as mais loucas das aventuras.

Quem nunca ouviu dizer “eu amo você com toda a força do meu ser” e ficou atônito com isso? Quem nunca ouviu uma musica e a primeira coisa que pensou foi na pessoa que ama? É inevitável.

Até o mais louco/tirano dos homens já se rendeu a esse sentimento poderoso. Basta que olhemos para Hitler, que foi casado e dizem que foi muito bem casado.

Não sei se acredita, mas uma coisa dessas, um sentimento desses, não poderia simplesmente surgir do nada, não é?

O que nos faz pensar na existencia de Um ser maior do que a nossa vão filosofia e existencia.

Pense nisso.

2 de mai de 2009

O Som da Luxuria


Voces devem se lembrar do post O Musical das nossas vidas do dia 28 de abril, onde eu falava sobre a tendencia de sempre estar conectado com a musica em nossas vidas.

Confesso que aquele post foi feito para mim tambem. Ainda mais que eu sou um musico (por maioria de votos) e sempre gostei de musica desde os meus sei-lá-quantos-anos. Desde que me lembro, escuto musica.

Meu pai é um grande professor nessa área e devo a ele o meu gosto por musica. Mesmo que hoje, nossos gostos por musica sejam muito diferentes, ainda assim encontramos alguma compatibilidade nessa nuance.

Mas uma coisa me passou hoje pela mente e decidi compartilhar o meu momento de insanidade epifania com todos que aqui passam. Me dei conta de que como as pessoas que adoram musicas, temos aquela musica que nos excita ou inebria ou nos faz viajar em um momento de luxuria completamente em silencio.

E mediante a isso, gostaria que cada um de voces me dissessem qual é a musica ideal para aquele momento de luxuria.

Nota: para mim nada supere Because of You do Ne-Yo

1 de mai de 2009

Videos

Estava outro dia assistindo a uns vídeos que, misteriosamente, surgiram no computador-backup empresa onde trabalho e notei algumas coisas.

Inicialmente vamos dar nomes aos bois.

Vídeos assistidos = um serie de vídeos eróticos das mais variadas classes/categorias/gostos e whatever.

Computador-backup = um computador que a gente usa para fazer realmente backup.

A situação surgiu quando estava fazendo o backup de um dos gerentes da empresa. Como é de praxe temos que copiar todo e qualquer arquivo ou documento que esteja locado no hard disk (HD) do referido usuário solicitante do procedimento.

Em meio a isso eis que percebo que o HD usado como backup passa mais de 30min agarrado a uma pasta de Vídeos. Passado a curiosidade inicial, deixei o procedimento chegar ao fim.

Com o chamado para formatar o computador do referido usuário devidamente fechado, fui verificar do que se tratava a pasta. E eis que me deparo com mais de 3 gigas de vídeos.

Foi aí que eu comecei a pensar, é muita “foda”, literalmente.

Mas foi verificando isso pensei: o que leva uma pessoa a “colecionar” vídeos como esses?

Mas eu fiquei matutando e percebi que hoje, aos meus 24 anos de vida, não vejo mais graça alguma em ver vídeos como esses. Vídeos ruins, transas mal realizadas.

E o pior, qual a graça de ver uma mulher colocar uma bola de futebol americano dentro da vagina e expulsa-la? Sentar-se sobre um cone de proteção? Enfiar a mão/pé?

Acham que eu estou brincando? Não é brincadeira, todos esses relatos são verídicos.

Tudo bem sabemos que existem mulheres que são solitárias (seja por opção ou qualquer outro motivo); sabemos que alguns vídeos são feitos para movimentar a grande maquina do comercio de filmes eróticos, mas o que eu não entendo é por que algumas mulheres que não são do meio artístico erótico fazem certos vídeos e divulgam na internet.

De duas, uma. Temos muitos tarados de plantão loucos para verem um vídeo desses ou muitos desocupados. Ou os dois, quem sabe.